Image and video hosting by TinyPic

O melhor conteúdo da região

Tecnologia do Blogger.

Sem rancor: Chileno que mora em Petrolina agora torcerá para o Brasil

Publicado em 28/06/2014, às 19h12

Um grupo de amigos se reúne regularmente em Petrolina para compartilhar receitas gastronômicas. Na tarde deste sábado (28), o encontro se repetiu, mas desta vez para assistir ao jogo entre Brasil e Chile, pelas oitavas de final da Copa do Mundo. Entre a turma, um componente virou a atração da festa. Claudio Suarez, engenheiro agrônomo, chileno que vive na cidade há cerca de oito anos. 

Em Petrolina, brasileiros provocam chileno durante jogo da Copa do Mundo.
(Foto: Amanda Lima / Globoesporte/Petrolina)
Como não podia deixar de ser, as provocações entre os amigos durou todo o tempo. Enquanto os brasileiros passaram a maior parte do jogo apreensivos com o empate entre as equipes, Claudio entoava gritos do seu país e comemorava o bom desempenho do time chileno. O engenheiro agrônomo confessa que um jogo parelha contra o Brasil é motivo de orgulho.

"Para mim, o Chile já é um vencedor por conseguir levar o jogo para os pênaltis. Não somos os melhores, mas a equipe trabalhou para ser campeã e está mostrando isso no jogo", avalia Claudio.

Mas se em campo o equilíbrio entre os times marcou a partida, no grupo de amigos, uma andorinha só não fez verão e por isso a torcida brasileira teve maior destaque. 

"Na torcida a vitória é do Brasil. Eu me contagio um pouquinho, mas sou chileno e tenho que torcer para minha seleção, mas de fato a torcida do Brasil não tem comparação", explica o chileno .

Com o adeus da equipe do Chile da competição, Claudio promete continuar vestindo a camisa do seu país, mas agora torce para sua segunda equipe.

"Com certeza vou torcer para o Brasil, eu moro aqui e tenho que torcer para o meu segundo time", confessa o agrônomo.

As informações são do Globoesporte/Petrolina
Compartilhe no Google +

Blog Revista do Vale

Os comentários publicados abaixo são de total responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião da Revista do Vale.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário