Image and video hosting by TinyPic

O melhor conteúdo da região

Tecnologia do Blogger.

Motochico impede atividades de igreja evangélica em Petrolina

Publicado em 14/07/2014, às 16h10
Da Redação

Estacionamento em frente à 1ª Igreja Batista. (Foto: Divulgação)
No último final de semana, a 1ª Igreja Batista de Petrolina teve bastante dificuldade para realizar sua agenda de atividades: congressos, ensaios, cursos e cultos. O problema, segundo a jornalista e professora de Comunicação, Teresa Leonel, foi provocado pelo evento Motochico, que - mais uma vez - foi realizado no Parque Josepha Coelho.

Foto: Divulgação
E não foi só o barulho dos motores que incomodou os fiéis. "Os frequentadores da igreja tiveram a maior dificuldade para entrar no templo porque os acessos estavam 'dominados pelos organizadores'. Ruas interditadas, área lateral da igreja da mesma forma, e a parte da frente do templo (estacionamento da igreja) ocupada pelos frequentadores do Motochico", informa a jornalista.

Teresa informa que a igreja já enviou oficio à prefeitura e à EPTTC solicitando a transferência do evento para um espaço adequado: a Arena de Eventos do Vale, mas a solicitação não foi atendida.

Confira a íntegra da Carta enviada à Prefeitura de Petrolina e à sociedade

Desde que o Motochico saiu da orla de Petrolina e se instalou no Parque Josepha Coelho que a 1ª Igreja Batista em Petrolina encaminha oficio a prefeitura e a EPTTC solicitando a transferência do evento para um espaço adequado: a Arena de eventos do Vale (próximo ao aeroporto).

O Motochico não é mais um evento de pequeno porte. Sua estrutura e logística pedem uma melhor adequação de espaço e de acolhimento do público. O outro fato que nos leva a divulgar uma carta aberta à sociedade petrolinense é a existência de uma igreja, a 1ª Igreja Batista em Petrolina, que durante o evento fica impossibilitada de cumprir sua agenda de atividades: congressos, ensaios, cursos e cultos.

Desde a quinta-feira, 10, até o domingo, 13 de julho, os frequentadores da igreja tiveram a maior dificuldade para entrar no templo porque os acessos estavam sobre o “domínio dos organizadores”. Ruas interditadas, área lateral da igreja da mesma forma, e a parte da frente do templo (estacionamento da igreja) ocupada pelos frequentadores do Motochico. O ruído das motos e o som da musicas estridentes não permitiram a realização das atividades da igreja de quinta a sábado. Depois de uma conversa com os organizadores do evento conseguimos realizar o culto do domingo que começa às 18h.

É importante ressaltar que a 1ª Igreja Batista em Petrolina recebe uma média de mil pessoas no culto do domingo a noite. Parte dessas pessoas tem dificuldades de acesso (cadeirantes); são idosos ou crianças de braço que precisam que seus pais ou acompanhantes estacionem na frente da igreja para que todos possam entrar. Com a “proibição” desse acesso ficou muito difícil executar o culto no domingo, assim como as atividades entre 5ª e sábado.

Diante deste quadro clínico nada positivo no quesito respeito a sociedade, estamos, novamente solicitando as autoridades competentes, especificamente a Prefeitura de Petrolina, para que o Motochico seja transferido para a Arena de Eventos, espaço muito mais adequado para atender a estrutura do acontecimento. 

Vale ressaltar que em nenhum momento estamos desqualificando o Motochico e sua importância no calendário de eventos da cidade. Apenas chamamos atenção da prefeitura que da mesma forma que Motochico não comportaria na orla de Petrolina, o mesmo não se encaixa no Parque Josepha Coelho. E uma vez que a cidade já dispõe de um espaço ESPECIFICO para esse tipo de evento, por que não transferir o Motochico para lá?

Estamos encaminhado, novamente, um documento oficial da igreja para Prefeitura no sentido de cobrar uma posição do poder público.

Teresa Leonel - Professora de Comunicação
Compartilhe no Google +

Blog Revista do Vale

Os comentários publicados abaixo são de total responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião da Revista do Vale.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário