O melhor conteúdo da região

Tecnologia do Blogger.

Professores da rede municipal de Petrolina têm acesso a conteúdos mais aprofundados sobre a biotecnologia

Publicado em 23/07/2014, às 12h45

Foto: Divulgação
A Secretaria de Educação de Petrolina promoveu uma visita para cerca de 60 professores de Ciências e Geografia à unidade da Monsanto localizada no Distrito de Irrigação Nilo Coelho. A iniciativa faz parte do projeto piloto de Educação Continuada em Biotecnologia, realizado em parceria entre a secretaria e a empresa, que pretende levar informações sobre biotecnologia aos docentes da rede pública municipal de ensino.

Ao conhecer um dos principais centros de pesquisa da empresa no Brasil, os professores puderam tirar dúvidas sobre as atividades realizadas na unidade e compreender como os avanços tecnológicos alcançados ali poderão apoiar o desenvolvimento da agricultura na região, principalmente no semi-árido.

“A biotecnologia existe há muito tempo para melhorar a vida dos homens, por isso, conhecer como ela está presente em nossa cidade é muito significativo para a construção de aprendizado de nossos alunos”, comentou a professora Rosileide de Souza Costa.

Na primeira etapa do projeto, realizada em maio, os professores tiveram acesso a conteúdos mais aprofundados sobre as práticas empregadas na biotecnologia, suas finalidades e princípios. Sob a coordenação da consultoria Vestha e da Secretaria Municipal de Educação, os educadores receberam instruções sobre a realização de experimentos simples, que levam a dinâmica e a complexidade biotecnológica para a realidade local e para a aplicação em sala de aula.

“O acesso dos professores a informações atualizadas sobre o uso de tecnologia de ponta vai melhorar sua prática pedagógica, assim como o ensino e a aprendizagem de nossos alunos”, afirma o secretário municipal de Educação do Município de Petrolina, Cel. Heitor Bezerra Leite.

As informações são da assessoria.
Compartilhe no Google +

Blog Revista do Vale

Os comentários publicados abaixo são de total responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião da Revista do Vale.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário