O melhor conteúdo da região

Tecnologia do Blogger.

Programa 'Palmas para Juazeiro' é lançado em Lagoa do Boi

Publicado em 22/07/2014, às 13h50

Foto: Divulgação
Em comemoração ao aniversário de 136 anos de Juazeiro, a Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SEAPA) e em parceria com a ACCOSSF, SEBRAE, Banco do Nordeste, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Capritec e Agro Curaçá, oficializaram na última sexta-feira (18) o lançamento do programa “Palmas para Juazeiro”. A unidade, que foi implantada na fazenda Juvenal, localizada na comunidade de Lagoa do Boi, distrito de Pinhões, proporcionará para o rebanho do senhor Luís Manoel Gonçalves - alimentação farta e regular.

O programa ‘Palmas para Juazeiro’ consiste em incentivar a implantação de uma unidade de palma forrageira nas propriedades onde existir o mínimo de água. Na fazenda Juvenal estão sendo plantadas seis mil raquetes de palma forrageira das espécies orelha de elefante, mexicana e palma doce, ambas resistentes à cochonilha do carmim (insetos que se alimentam das raquetes), numa área de 30 X 40m que equivale a 1.200 m². 

“Sempre tivemos tecnologias voltadas para as regiões chuvosas e pouca coisa direcionada para o semiárido. Hoje estamos presenciando um grande avanço, através de um projeto simples, barato e que apresenta resultados satisfatórios. A palma requer pouca água para seu cultivo e boa aceitação, devido a questões culturais”, explicou Marcos Rogério, presidente da ACCOSSF. 

O consultor da Embrapa Semiárido, Gherman Garcia Leal Araújo, parabenizou o prefeito Isaac Carvalho e todos os parceiros pela iniciativa. “A minha alegria é que sou um entusiasta do que está acontecendo, essa iniciativa devia se estender para outros municípios, pois esse projeto é um grande feito e representa muito para o semiárido brasileiro”, destacou. O vereador Damião Medrado, representando a Câmara Municipal, falou da honra em presenciar o lançamento do programa e disse “conhecer de perto as dificuldades enfrentadas pelo homem do campo, pois nasceu e foi criado no interior”.

O financiamento das áreas (previamente estudadas) será efetivado pelo Banco do Nordeste. O projeto tem um custo de R$ 3 mil, mas será subsidiado ao produtor pelo valor de R$ 2 mil, com pagamento previsto para dois anos. “O programa inclui, além da palma forrageira, a implantação do sistema de irrigação. O nosso objetivo é garantir o financiamento aos produtores, pois mesmo sabendo que é um valor pequeno, os produtores não dispõem dessa quantia. A nossa meta é implantar cerca de 200ha de palma forrageira em toda zona rural de Juazeiro”, explicou o agente de desenvolvimento do BNB, Jorge Murilo.

As informações são da assessoria.
Compartilhe no Google +

Blog Revista do Vale

Os comentários publicados abaixo são de total responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião da Revista do Vale.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário