Image and video hosting by TinyPic

O melhor conteúdo da região

Tecnologia do Blogger.

Ação dos fiscais de trânsito de Juazeiro impede a privatização de estacionamentos em vias públicas

Publicado em 15/08/2014, às 01h29

Cones eram colocados em frente a uma lanchonete para veículos não estacionarem no local. (Foto: Divulgação)
A equipe de fiscalização de trânsito da Companhia de Segurança, Trânsito e Transportes (CSTT) de Juazeiro, em ação conjunta com os fiscais de postura da Secretaria de Meio Ambiente e Ordem Pública (SEMAOP) iniciou nesta quinta-feira (14) uma força tarefa com o intuito de impedir a privatização de estacionamentos em vias públicas com o uso de qualquer tipo de material que venha interferir no livre estacionamento de veículos.

Através de ronda foi identificado pelos fiscais de trânsito um hábito que se tornou comum no comércio de Juazeiro – que abrange também clínicas e funerárias – e que ganhou grande proporção onde vem piorando a questão da falta de estacionamento na área central da cidade. Logo, ficou comprovado o quanto esse comportamento tem interferido na rotatividade do trânsito, e tratando-se de um hábito irregular, pois a via é publica, a partir de agora essa ação dos fiscais será um ato de orientação diária a fim de impedir o costume das pessoas em demarcar estacionamento em frente a qualquer tipo de estabelecimento ou mesmo de residências sem garagem.

Cadeiras demarcavam espaço. (Foto: Divulgação)
Durante a ação, foram encontrados cavaletes, cones e até mesas e cadeiras demarcando espaços, usados para guardar a vaga que provavelmente serviria a clientes ou mesmo ao próprio empreendedor. Os responsáveis foram orientados pelos fiscais que prontamente explicaram se tratar de uma irregularidade.

Para Estelita Nascimento, funcionária de uma funerária, ao ser abordada pela equipe por causa dos cavaletes que delimitavam a frente do estabelecimento, questionou a necessidade em se ter o espaço como “carga e descarga”. Em casos como este, para que se evite a discussão de “quem da rua será contemplado com o espaço”, pois cada um tem uma explicação para a sua necessidade, é necessário que se faça um ofício com todos os interessados pelo espaço de ‘carga e descarga’ para que técnicos do setor de trânsito definam um único espaço destinado a todos os estabelecimentos da rua. Estelita que teve os cavaletes retirados assim como as cadeiras do comércio vizinho que comportavam quatro vagas perdidas.

Os estabelecimentos e residências que mantiverem materiais delimitando espaços na via pública 24h após a visita dos fiscais, terão material recolhido e serão multados. Nenhum imóvel está autorizado a privatizar o estacionamento em via pública, entretanto, a gerência de postura orienta que realizem a solicitação de uso do solo para que seja analisada a procedência do pedido.

As informações são da assessoria da CSTT.
Compartilhe no Google +

Blog Revista do Vale

Os comentários publicados abaixo são de total responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião da Revista do Vale.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário