O melhor conteúdo da região

Tecnologia do Blogger.

Candidata ao governo da Bahia, Lídice da Mata critica atribuição de todas as obras do governo a Rui Costa

Publicado em 27/08/2014, às 01h14

Lídice durante entrevista ao Se Liga Bocão, na rádio Itapoan FM, em Salvador. (Foto: Divulgação)
A candidata do PSB ao governo da Bahia, Lídice da Mata, criticou a tentativa do PT de inflar a candidatura de Rui Costa atribuindo-lhe a realização de todas as obras do atual governo, na propaganda eleitoral. “É uma forma de tentar transferir prestígio eleitoral dando uma importância excessiva ao candidato”, afirmou.

“O PT está se valendo de um modelo antigo de fazer campanha eleitoral: pegar obras que foram feitas pelo conjunto do governo e creditá-las artificialmente a uma pessoa só”, disse a candidata socialista, durante entrevista, na noite desta terça-feira (26), ao programa Se Liga Bocão, na rádio Itapoan FM.

Lídice lembrou que a execução direta de obras não é atribuição de nenhuma das secretarias que Rui Costa ocupou no atual governo. “Ele ocupou duas secretarias: uma de Relações Institucionais, que nenhuma obra efetivou, e a da Casa Civil, que também não executa nenhuma obra diretamente”, observou.

“Na secretaria de Relações Institucionais, ele foi o negociador que levou o Governo do Estado a duas greves”, lembrou, em referência às greves da PM e dos professores.

A candidata do PSB também criticou a briga que Paulo Souto e Rui Costa têm travado no horário eleitoral sobre a autoria da construção de hospitais no interior do Estado. “É a velha forma de fazer campanha, com os marqueteiros um querendo passar a perna no outro, mas sem discutir propostas”, afirmou. “Não podemos continuar com essas campanhas milionárias, cinematográficas, que não apresentam o debate político e preferem ficar no faz de conta”, acrescentou.

Pesquisa do Ibope – Na entrevista, Lídice também comentou a pesquisa do Ibope divulgada na noite desta terça-feira, na qual a candidata à Presidência da República de seu partido, Marina Silva, dispara e aparece em segundo lugar na disputa do primeiro turno com 29% das intenções de voto – 10 pontos percentuais a mais que Aécio Neves e a apenas cinco pontos de Dilma Roussef, que obteve 34%.

“Estou satisfeita. Ela registrou um crescimento importante e há uma tendência de maior crescimento ainda, o que indica que haverá um segundo turno entre duas mulheres”, afirmou. “Dilma e Marina são duas mulheres honradas, mas apenas uma delas significa um projeto novo para o Brasil, e seu nome é Marina Silva”, completou.

Ela disse ainda ter certeza de que estará no segundo turno nas eleições estaduais. “Estamos construindo o cenário de segundo turno na Bahia e o bom desempenho de Marina também terá um impacto positivo na minha candidatura”, disse. “A eleição nacional sempre exerce impacto sobre a eleição local”, emendou.

Lídice observou que, apesar de não ser nova na política, é a única que representa um caminho novo. “Não vou fazer demagogia dizendo que sou nova na política, porque o baiano me conhece e eu tenho 30 anos de vida pública. Mas entre as três principais candidaturas ao governo estadual, eu sou a única que apresenta um projeto político novo, direcionado a práticas novas. Eu não sou uma novidade no cenário; mas as minhas propostas, sim”.

As informações são da assessoria da candidata.
Compartilhe no Google +

Blog Revista do Vale

Os comentários publicados abaixo são de total responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião da Revista do Vale.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário