O melhor conteúdo da região

Tecnologia do Blogger.

Casal de Juazeiro é preso pela Polícia Federal com 75 quilos de maconha em Caruaru (PE)

Publicado em 09/08/2014, às 00h43
Da Redação

Ivaneide Maria da Silva e Márcio Gabriel Feitoza Mendes.
(Foto: Divulgação)
Na última quinta-feira (07), um casal, residente no bairro Maringá, em Juazeiro, foi preso pela Polícia Federal (PF) em flagrante delito acusado de tráfico de drogas na cidade de Caruaru (PE).

De acordo com a PF, Márcio Gabriel Feitoza Mendes, garçom de 26 anos, e Ivaneide Maria da Silva, garçonete de 25 anos, foram detidos pelos agentes no momento em que desciam do ônibus na rodoviária da cidade.

Nas malas em que o casal transportava os agentes da PF encontraram 75 (setenta e cinco) tabletes de maconha prensada que totalizou um peso bruto de aproximadamente 75 Kg (setenta e cinco) quilos. A apreensão da droga só foi possível após a PF receber denúncias anônimas de que um casal estava transportando drogas de Juazeiro para Caruaru.

Em depoimento na delegacia, o acusado informou que a companheira, que é natural de Sobradinho (BA), não sabia sobre a droga, e que ele ia ganhar mil reais para entregar o entorpecente em Caruaru. Indagado sobre o dono da maconha, ele não informou o nome do fornecedor, mas disse que o mesmo é de Juazeiro.

Setenta e cinco quilos de maconha apreendido com o casal. (Foto: Divulgação)
Diante das circunstâncias, os dois foram autuados em flagrante por tráfico interestadual de entorpecentes e associação para o tráfico. A polícia apreendeu com a dupla dois celulares, que foram encaminhados à delegacia, juntamente com a droga.

Márcio foi recambiado até a Penitenciária Juiz Plácido de Souza, em Caruaru, e a mulher para a Colônia Penal Feminina no Recife, onde ficarão à disposição da Justiça Estadual de Caruaru. Caso sejam condenados, poderão pegar penas que variam de 5 a 25 anos de reclusão.
Compartilhe no Google +

Blog Revista do Vale

Os comentários publicados abaixo são de total responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião da Revista do Vale.
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

1 comentários: