O melhor conteúdo da região

Tecnologia do Blogger.

Cidade pernambucana conseguiu o recorde de passar 11 anos sem registrar nenhum homicídio

Publicado em 24/08/2014, às 15h49

Município de Solidão fica localizado no Sertão do Pajeú. (Foto: Bobby Fabisak / JC Imagem)
Encravada no Sertão do Pajeú pernambucano, na divisa com a Paraíba e as cidades de Afogados da Ingazeira e Tabira, Solidão não constitui uma exceção apenas pelo nome. É o único dos 184 municípios do Estado que conseguiu atravessar uma década inteira sem um único registro de homicídio. A cidade é pequena, está entre as menores do Estado, com cerca de seis mil habitantes. Mas seu tamanho é insuficiente para explicar a dimensão do feito, que teve início antes mesmo do surgimento do Pacto pela Vida.

De acordo com a edição 2014 do Mapa da Violência, levantamento que registra e estuda os assassinatos no País desde a década de 1980, nenhuma outra cidade pernambucana, incluindo as sete do mesmo porte de Solidão, duas delas com menos habitantes (Itacuruba e Calumbi), conseguiu passar um período de cinco anos sem a ocorrência de homicídio. Solidão saltou bem mais adiante. Foram 11 anos – de 2000 a 2010 – ou 4.026 dias sem notícia de morte matada na cidade. Sob a ótica das estatísticas criminais, Solidão é quase um milagre.

Para entender o recorde, é preciso também conhecer a história do município que surgiu e cresceu à sombra de uma santa. Abrigada numa gruta ao pé de uma serra desde 1948, a imagem de Nossa Senhora de Lourdes ainda hoje atrai romeiros de todos os Estados do Nordeste, principalmente da Paraíba, replicando testemunhos de fé ao longo do tempo. No início, a história da água milagrosa que minava das pedras da gruta correu a região feito rastilho de pólvora. Chegou até a ser engarrafada e vendida por alguns espertos da época. Com o tempo, a água parou de minar. Mas já era tarde demais. E Solidão já havia se consolidado no imaginário popular como um lugar sagrado.

A delegacia da cidade funciona no primeiro andar de um imóvel localizado próximo ao portal de entrada. Nele, Nossa Senhora de Lourdes dá as boas-vindas e a bênção a quem chega. Desde 2000, quando o sistema de informática da Polícia Civil permite buscas nos arquivos da cidade, foram apenas três homicídios. Dois em 2011 e outro este ano.

FESTA DOS ROMEIROS - Solidão transformou-se em santuário, para onde passaram a convergir fiéis de todos os recantos, antes mesmo de se tornar município. Em 1963, emancipou-se, juntamente com outras 40 cidades em Pernambuco. À época, a quantidade de caravanas só fazia aumentar. No início da década de 70, os fiéis organizaram-se para criar a Festa dos Romeiros, comemorada sempre no terceiro domingo de outubro.

Apesar de outubro ser o mês de celebrar Nossa Senhora de Lourdes, a gruta localizada ao final de uma escadaria, no pé da serra, recebe a visita de fiéis durante todo o ano. São 59 degraus. Um corrimão, cuja base já não está tão firme quanto deveria, serve de ajuda para os idosos. Em qualquer dia, é possível encontrar fotos de pessoas depositadas próximas a uma cruz de madeira. São para elas os apelo à santa.

As informações são do jornalista Jorge Cavalcanti, do Jornal do Commercio.
Compartilhe no Google +

Blog Revista do Vale

Os comentários publicados abaixo são de total responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião da Revista do Vale.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário