O melhor conteúdo da região

Tecnologia do Blogger.

Mais de 120 pacientes são assistidos pelo Programa Melhor em Casa em Petrolina

Publicado em 11/08/2014, às 13h50

Profissionais realizam atendimento a paciente. (Foto: Divulgação)
Pensando na recuperação do paciente junto ao conforto do lar e proximidade da família, desde 2012, o município de Petrolina implantou o Melhor em Casa, programa do governo federal que oferece atenção domiciliar, através de equipes multidisciplinares, àqueles que necessitam de assistência à saúde próximo aos familiares. Atualmente, o Serviço de Atenção Domiciliar (SAD) de Petrolina acompanha 126 pacientes desenvolvendo tratamento de reabilitação.

“A maioria dos nossos pacientes são pessoas que sofreram AVC, traumatismo cranioencefálico (TCE), que têm Alzheimer ou são diabéticos e hipertensos que usam sonda ou desenvolveram úlceras, todos recebem semanalmente a visita dos profissionais. Damos toda assistência às necessidades do usuário visando o avanço na reabilitação”, frisou a coordenadora do SAD, Natália Ramos

São três Equipes Multiprofissionais de Atenção Domiciliar (EMAD) composta por médico, enfermeiro, técnico de enfermagem e assistente social,e uma Equipe Multiprofissional de Apoio (EMAP) formada por fisioterapeuta, psicólogo e nutricionista.

Acesso ao Serviço

O usuário deve ser encaminhado pelo médico de uma Unidade de Saúde ou hospital para avaliação da equipe do SAD, caso o paciente se enquadre nos critérios de inclusão, que são estabelecidos pelo Ministério da Saúde, este passa a ser assistido pelo Melhor em Casa até sua alta. Os principais critérios para inclusão são: pessoas que necessitam de acompanhamento pós-operatório, que utilizam sondas, ostomias, traqueostomia, órteses e próteses para adaptação, que têm necessidade de atenção nutricional permanente ou transitória entre outros.

As informações são da assessoria da prefeitura.
Compartilhe no Google +

Blog Revista do Vale

Os comentários publicados abaixo são de total responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião da Revista do Vale.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário