O melhor conteúdo da região

Tecnologia do Blogger.

Palestra sobre resíduos sólidos é realizada no Acampamento Luis Inácio, em Petrolina


Publicado em 29/08/2014, às 02h19
Da Redação, com assessoria

Palestra realizada no acampamento. (Foto: Divulgação)
Na última quarta-feira (27), moradores do acampamento Luis Inácio Lula da Silva, próximo à Vila Marcela, zona leste de Petrolina, receberam integrantes da equipe de Educação Ambiental da Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA).

Uma palestra sobre resíduos sólidos foi realizada no local. A ação foi solicitada pelo Serviço de Atenção Integral à Família do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do bairro Dom Avelar, que realiza atividades com famílias que vivem em situação de vulnerabilidade social.

Sobre os resídios sólidos

Os resíduos sólidos são partes de resíduos que são gerados após a produção, utilização ou transformação de bens de consumos (exemplos: computadores, automóveis, televisores, aparelhos celulares, eletrodomésticos, etc). Muitos destes resíduos sólidos são compostos de materiais recicláveis e podem retornar a cadeia de produção, gerando renda para trabalhadores e lucro para empresas. Para que isto ocorra, é necessário que haja nas cidades um bom sistema de coleta seletiva e reciclagem de lixo. Cidades que não praticam este tipo de processo, jogando todo tipo de resíduo sólido em aterros sanitários, acabam poluindo o meio ambiente. Isto ocorre, pois muitos resíduos sólidos levam décadas ou até séculos para serem decompostos.

Resíduos sólidos perigosos 

Alguns tipos de resíduos sólidos são altamente perigosos para o meio ambiente e merecem um sistema de coleta e reciclagem rigorosos. Podemos citar como exemplos, as pilhas e baterias de celulares que são formadas por compostos químicos com alta capacidade de poluição e toxidades para o solo e água.
Compartilhe no Google +

Blog Revista do Vale

Os comentários publicados abaixo são de total responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião da Revista do Vale.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário