Image and video hosting by TinyPic

O melhor conteúdo da região

Tecnologia do Blogger.

Vale do São Francisco deve sofrer queda nas exportações de frutas

Publicado em 21/09/2014, às 23h14

Uvas cultivadas no Vale do São Francisco.
(Foto: Amanda Franco / G1)
No Vale do São Francisco, no Sertão de Pernambuco e Bahia, as safras de manga e de uva foram boas, mas a expectativa da Câmara de Fruticultura do Vale é de que haja queda na exportação das frutas. No ano passado foram exportadas 145 mil toneladas de uva e de manga. Para este ano, o número não deve superar 134 mil. O preço da uva foi o responsável por esta redução, já que o valor da fruta no mercado interno está mais atrativo para os produtores.

De acordo com o presidente da Câmara de Fruticultura do Vale, Édis Matsumoto, o mercado interno tem sido bem mais propício. “A gente tem consumido a uva aqui do Vale do São Francisco e em contra partida a exportação traz vários riscos: risco cambial, risco de mercado, risco de distância. E tudo isso faz com que o produtor dê preferência ao mercado local”, explicou.

No Vale do Submédio São Francisco está concentrado o maior polo de fruticultura irrigado do Brasil. As mangas são cultivadas em cerca de 23.300 hectares e as uvas finas de mesa em aproximadamente 12.100 hectares. As áreas já em produção, contudo, são 19.400 e 9.900 hectares, respectivamente. Por ano, cerca de 140 mil toneladas de frutas deixam a região com destino a vários países da Europa e da América.

90% da uva produzida no vale é exportada e 93% da manga. Isso em duas safras anuais. Um negócio que movimenta US$ 800 milhões por ano. A atividade da fruticultura em geral emprega 240 mil pessoas na região na época da concentração da safra, especialmente no segundo semestre.

Se as exportações da manga estão vantajosas, a situação da uva é diferente. Apesar da boa produção, quem cultiva a fruta está de olho no mercado interno. É que o preço do quilo aqui no Brasil está praticamente igual ao praticado fora daqui, cerca de R$ 3. O que acaba sendo mais vantajoso vender a produção aqui mesmo.

Declínio nas exportações de frutas

Segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior(Sesex), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, em Pernambuco e Bahia, estados responsáveis por cerca de 98% das exportações da manga e da uva de mesa do país, ano passado foram exportados pouco mais de 102 mil toneladas de mangas, o que injetou US$ 120 milhões na economia em 2013.

Já de uvas foram exportadas mais de 43 mil toneladas em 2013, movimentando nada menos que US$ 103 milhões.

Se a previsão se concretizar para as exportações este ano, será um reflexo do que vem acontecendo nos últimos anos no Vale do São Francisco. Em 2012 o volume de mangas que deixaram a região com o destino a outros países foi de 106 mil toneladas, 4 mil toneladas a mais que no ano seguinte e 9 mil toneladas a mais de uva.

As informações são do G1.
Compartilhe no Google +

Blog Revista do Vale

Os comentários publicados abaixo são de total responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião da Revista do Vale.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário