O melhor conteúdo da região

Tecnologia do Blogger.

Candidata ao governo da Bahia, Lídice da Mata defende desenvolvimento com respeito ao ambiente

Publicado em 02/10/2014, às 22h35

Foto: arquivo - Divulgação
A clássica imagem da indústria com chaminés expelindo fumaça negra, poluindo o meio ambiente e prejudicando a saúde da população, será coisa de passado no modelo de desenvolvimento proposto pela candidata a governadora Lídice da Mata (PSB).

“Só nos interessa desenvolvimento que pense nas pessoas, que preserve o meio ambiente, que não esgote nossos recursos naturais”, defendeu ela, em conversa nesta quinta-feira ((2) com moradores de Macaúbas, na Chapada Diamantina, a 682 quilômetros de Salvador.

Em Macaúbas, Lídice participou de caminhada ao lado de militantes dos partidos que apoiam sua candidatura, fez panfletagem e concedeu entrevista a uma rádio comunitária local.

Ela citou como exemplo de desenvolvimento predatório, que deve ser evitado, a operação da mineradora Cobrac no município de Boquira, que já foi distrito de Macaúbas. “Os grandes mineradores chegaram, levaram o filé mignon, se enriquecem, e deixam para o povo da terra as doenças da contaminação com chumbo, os malefícios com o fim da mina, sem o emprego e sem a renda”, disse.

Como alternativa de desenvolvimento sustentável, a candidata citou a indústria da moda, que pode utilizar o algodão produzido no Oeste da Bahia e que tem uma das melhores fibras do mundo. “Vamos estimular o parque têxtil, que tem baixo impacto ambiental e também a indústria da confecção, que emprega muito e pode agregar valor aquilo que já é produzido na Bahia", explicou.

Para atrair indústrias para o interior do Estado, ela disse que investirá em infraestrutura e logística. “Nós queremos integrar a economia de todo o Estado, para diminuir as desigualdades regionais, realizando investimentos em infraestrutura, como a melhoria do Anel Viário da Soja, em Barreiras, a Ferrovia Oeste-Lestes e o Porto de Ilhéus”.

O modelo de desenvolvimento econômico homogêneo foi defendido pela candidata durante entrevista concedida ao programa Caso de Política, da Rádio Nova FM, no município de Barreiras, no Oeste baiano.

Questionada pelo apresentador Edivaldo Costa, âncora do programa, sobre as propostas para a cidade de Barreiras, Lídice apresentou seu projeto para unir as áreas produtivas do Oeste, com uma maior integração da produção agrícola e da economia de cidades como Santa Maria da Vitória, Correntina, Luís Eduardo Magalhães, Barreiras e São Desidério.

Lídice falou, ainda, do seu projeto de criação da Agência de Desenvolvimento do Oeste, que vai atuar no planejamento e no fomento à economia de toda a região, importante polo do agronegócio do Estado. A candidata explicou que agência irá atuar a partir da análise da realidade regional, detectando as carências e vocações locais, para elaborar um plano de desenvolvimento e poder atrair novos investimentos e fazer as obras de infraestrutura.

A candidata também abordou a necessidade de formação de mão de obra para atender às necessidades da economia local e promover a inclusão dos jovens no mercado de trabalho. Para atender essa demanda, apresentou seu projeto de construir 320 colégios de tempo integral na Bahia, com educação de qualidade, acesso a cultura, esporte e inclusão digital. Ela ainda defendeu a melhoria dos serviços de saúde na Região Oeste, com atendimento de alta e média complexidade e implantação de centros de atendimento em especialidades médicas.

As informações são da assessoria da candidata.
Compartilhe no Google +

Blog Revista do Vale

Os comentários publicados abaixo são de total responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião da Revista do Vale.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário