O melhor conteúdo da região

Tecnologia do Blogger.

Com eleição de Zó a deputado estadual, Juazeiro tem nova vereadora

Publicado em 08/10/2014, às 22h18

Zó se emociona ao discursar na tribuna da Câmara. (Foto: Joselito Tavares)
A Sessão de terça-feira (7), na Câmara de Vereadores de Juazeiro, a primeira realizada depois das eleições, foi marcada pela emoção dos dois vereadores que disputaram vagas como deputados estaduais.

Sem Ordem do Dia, em razão da solenidade de entrega dos títulos de cidadão, os vereadores Crisóstomo Lima, o Zó do PC do B e Jean Gomes (PT), ocuparam a tribuna para comentar o resultado do pleito em que postularam vagas como deputados estaduais.

Zó, eleito, emocionou-se às lágrimas ao relembrar sua mãe, que sofreu com diabetes por trinta anos e submeteu-se à hemodiálise por seis anos, como exemplo de “garra e dedicação”: “Na vida a gente não se espelha numa pessoa só. Temos de se espelhar em alguém que tem muita garra, muita vontade... Procurei dentro da minha família dois pontos de equilíbrio e na minha vida pessoal, política, profissional, procurei mais duas pessoas e achei em cada lugar um ponto de equilíbrio e uma força para seguir adiante... Na minha família eu tinha minha mãe, que era exemplo de força... Ela nunca se deixou vencer, nunca...”

Interrompendo o discurso com lágrimas e aplaudido, Zó retomou: “Ela passou 30 anos com diabetes, seis anos fazendo hemodiálise... Eu era pequeno, meus irmãos saiam de casa dez horas para ir a festa e voltavam três, quatro horas da manhã... quando saiam ela estava na máquina de costura, quando voltavam ela estava no mesmo lugar... Nunca se lamentou.”

Falou do pai, “não tinha tristeza onde ele estava”, de quem herdou o espírito conciliador e do militante do PC do B, Reinaldo Cardoso dos Santos, “o velho Benitez de luta” do PC do B, como exemplo de força, que às “cinco horas da manhã a gente ia para a rua”, depois de ter se submetido a uma cirurgia e contra a recomendação dos médicos. Como espelho de conciliação e entendimento relembrou “Dr. Mauricio Amaral. Eu conseguia compreender o tamanho de seu coração, o tamanho da sua amizade, o tamanho da sua compreensão...”

“Agora temos uma tarefa para cumprir... Este mandato é para servir a todos” – disse referindo-se ao mandato de deputado que assume a partir de janeiro de 2015 e encerrou agradecendo à família, aos que trabalharam na campanha e “muito especial” ao Prefeito Isaac: “Não porque ele convocou a tropa para ir junto, não porque ele convocou a militância, não porque ele convocou seus correligionários; mas porque ele se convocou como militante. O prefeito pode muito bem pedir as pessoas, conversar... Mas, Isaac colou adesivo comigo, Isaac dormia mais tarde e acordava mais cedo do que todo mundo. Isaac ia para a porta do CEASA pedindo voto para mim e para os candidatos dele. Isaac foi fazer reunião no Bem Bom e no Pau a Pique à noite, enquanto eu estava fazendo caminhada no bairro Tabuleiro”.

O vereador Jean Gomes, que não conseguiu eleger-se, também se emocionou. Agradeceu “pela oportunidade de estar sendo apreciado pela sociedade juazeirense e pela sociedade baiana. Há exatos um ano e seis meses tive o privilégio de ser escolhido para representar e ajudar meu partido sendo candidato a deputado estadual... Consegui, junto com meus amigos, com meus companheiros de partido, nada mais que 10.860 votos e isso é a força do povo credenciando quem realmente quer trabalhar pela cidade...”.
Poliana assumirá a vaga de Zó. (Foto: Joselito Tavares)

Chorando, disse que não teve privilégio de ser ajudado por prefeitos e vereadores e sim “por gente do povo”, citando Campo Alegre de Lourdes, onde teve 1.025 votos conseguidos por “pessoa que nunca pediu voto na vida...”

À sessão, com o plenário lotado de correligionários e membros do PC do B, compareceu a vereadora Poliana, que assume a vaga deixada por Zó.


As informações são jornalista Manoel Leão, assessor de imprensa da Câmara Municipal de Juazeiro.

Compartilhe no Google +

Blog Revista do Vale

Os comentários publicados abaixo são de total responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião da Revista do Vale.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário