O melhor conteúdo da região

Tecnologia do Blogger.

Pesquisas desenvolvidas por estudantes da UNEB de Juazeiro foram destaques na Jornada Científica

Publicado em 27/1/2014, às 22h27

Xênia Bastos, Natalie Moura, Adheilton Rogers,
Gilmário Norberto. (Fotos: Divulgação)
Experimentos produzidos por cinco bolsistas do curso de Engenharia Agronômica da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), em Juazeiro, interior do Estado, foram destaques na 18° Jornada de Iniciação Cientifica (IC), que aconteceu de 14 a 16 de outubro no Campus I, em Salvador. As pesquisas concorreram na área de Ciências Agrárias e foram desenvolvidos no Departamento de Tecnologia e Ciências Sociais (DTCS). 

Nesta edição, os estudantes também participaram de conferências e oficinas que trataram de assuntos ligados ao futuro da pesquisa como conduta responsável e submissão de projetos ao Comitê de Ética.

Um dos trabalhos apresentados na jornada e que obteve destaque foi a pesquisa que consiste em avaliar bactérias que vão nodular e fixar nitrogênio no feijão Caupi, conhecido popularmente, no Nordeste, como feijão de corda. O experimento foi desenvolvido pela estudante do curso de Engenharia Agronômica da Uneb Xênia Bastos de Oliveira. A pesquisa foi realizada durante um ano na Casa de Vegetação do DTCS e obteve a primeira colocação na área de ciências agrárias da jornada de IC. “Durante o encontro, bons trabalhos de todos os Campi da Uneb foram apresentados e esses experimentos dão suporte para nós estudantes que tem interesse em participar do programa Ciências sem Fronteiras do Governo Federal”, explicou a estudante.

Os experimentos dos bolsistas do Centro de Agroecologia, Energias Renováveis e Desenvolvimento Sustentável (CAERDES), Gilmário Norberto de Souza e Natalie Moura Costa Silva também foram expostos durante o evento em Salvador. A pesquisa do estudante da Uneb analisou o desempenho do milho (Zea mays)submetido a diferentes doses de biofertilizantes como esterco caprino, cinzas e pó de rocha MB4. Já a bolsista Natalie Moura Costa Silva procurou investigar o desenvolvimento, em cultivo orgânico, do quiabo (Abelmoschus esculentus),analisando três espécies da cultura: o quiabo amarelinho, o mauá e Santa Cruz 47. De acordo com a estudante, a pesquisa foi realizada com espécies que melhor se adaptam as condições ambientais da região e que tem maior produtividade comercial. Para ela, a apresentação dessa pesquisa durante a jornada foi importante por possibilitar a divulgação de trabalhos que estão sendo produzidos em beneficio do pequeno agricultor.

A pesquisa Produtividade de Cultivares da Cebola Submetidos a Diferentes Níveis de Água no Solo também foi destaque durante a IC.O experimento foi desenvolvido pelo estudante Adheilton Rogers de Carvalho no DTCS e avaliou o manejo adequado da água na irrigação do solo na cultura da cebola. “A participação dos alunos na Jornada Científica é o primeiro passo para se tornar um pesquisador, pois podemos pôr em prática, nesses projetos, o conhecimento apreendido em sala de aula”, explicou o aluno.

De acordo com o diretor do DTCS e professor da Uneb Jairton Fraga Araújo, participar de projetos de pesquisa possibilita ao aluno o primeiro contato com a ciência principalmente para aqueles que pretendem ingressar em um programa de mestrado ou doutorado. 

“O DTCS é um dos departamentos que mais se destaca pelo elevado número de bolsitas que participam da IC e pela qualidade dos trabalhos que são apresentados. Durante as pesquisas, os estudantes aprendem a construir uma metodologia de como operar atividades em campo, redigem um relatório parcial da pesquisa e um resumo e dão um tratamento estatístico ao projeto. Esse trabalho pode se tornar um artigo e futuramente ser publicado em uma revista científica e facilita a entrada desses alunos em programas de pós-graduação”, destacou o diretor. 

Foram submetidos na 18° Jornada de Iniciação Cientifica 45 trabalhos do DTCS nas áreas de Ciências Agrárias e Biológicas.

As informações são da assessoria do DTCS.

Compartilhe no Google +

Blog Revista do Vale

Os comentários publicados abaixo são de total responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião da Revista do Vale.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário