O melhor conteúdo da região

Tecnologia do Blogger.

Secretaria de Saúde de Petrolina realiza treinamento para os profissionais da rede de Atenção Básica sobre o vírus Chikungunya

Publicado em 27/10/2014, às 23h09

Diante do aumento do número de casos da doença no Brasil e por casos confirmados na cidade vizinha, Juazeiro, a Secretaria Municipal de Saúde de Petrolina (SMS) planejou como medida preventiva um treinamento para atualizar e capacitar os profissionais médico, enfermeiro e agente comunitário de saúde do município sobre o vírus Chikungunya.

Durante o treinamento será explanado sobre a doença nas seguintes vertentes: o que é, sintomas, tratamento, diagnóstico, situação epidemiológica e entomológica no município e como notificar a doença. “Apesar de não temos nenhum caso notificado é preciso que Petrolina se prepare para um eventual caso confirmado da doença. Sabemos das semelhanças entre a Chikungunya e a Dengue, por isso é essencial que os profissionais saibam fazer o diagnóstico correto. Nos encontros também falaremos, mesmo que breve, do vírus Ébola”, explica a diretora da Vigilância em Saúde Catarina Sulpino.

A doença só é transmitida pela picada do mosquito Aedes Aegypti, o mesmo da dengue, e a recomendação para prevenção é a mesma da dengue: evitar a água parada, que prolifera o mosquito. Os sintomas são muito parecidos com os da dengue: febre, mal-estar, dor no corpo e dor de garganta, porém o paciente com chikungunya pode ter dores intensas nas juntas e articulações por longos períodos.

A capacitação acontecerá durante os dias 28 e 29 de outubro e 03, 04 e 11 de novembro com turmas diferentes de profissionais no auditório da SMS das 8h às 14h. O evento é aberto também para profissionais de unidades hospitalares das redes privada e pública.

As informações são da assessoria da prefeitura.

Compartilhe no Google +

Blog Revista do Vale

Os comentários publicados abaixo são de total responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião da Revista do Vale.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário