O melhor conteúdo da região

Tecnologia do Blogger.

Gerenciamento de Risco reforça cuidados na segurança de pacientes do Hospital Regional de Juazeiro, Hospital Dom Malan e UPAE

Publicado em 25/11/2014, às 13h15

Seguindo as políticas de Gerenciamento de Riscos em Saúde, normatizadas pelo Ministério da Saúde (MS), os hospitais Regional de Juazeiro, Dom Malan e a Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada (UPAE) de Petrolina (PE), geridos pelo IMIP, implantaram o Núcleo de Gerência de Risco. O Gerenciamento de Riscos em Saúde consiste na orientação de condutas, procedimentos e recursos na avaliação de riscos e eventos adversos que afetam a segurança, a saúde e a integridade dos profissionais, pacientes e cuidadores, além de melhorar a assistência prestada aos pacientes.

No HRJ, o núcleo é formado por uma enfermeira exclusiva e 10 representantes de cada área do hospital. Ao todo já foram capacitados 340 profissionais desde sua implantação. Segundo a enfermeira, Leila Landim, gerente do núcleo, todas as ações visam garantir uma equipe atuante na tomada de decisões relativas aos riscos. “Este núcleo foi instituído para desenvolver planos de segurança para os pacientes, vamos orientar e fiscalizar ações que minimize ou sane falhas na assistência, partindo da identificação correta do paciente, à higienização adequada das mãos, atenção na hora de prescrever e administrar medicamentos, até a prevenção de quedas, prevenção de úlceras por pressão, entre outros”, destacou.

Ainda segundo Leila, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) criou um sistema de notificação de eventos adversos que norteará a melhoria contínua dos processos de cuidado de gestão de risco e a garantia das boas práticas de funcionamento do serviço de saúde. “Neste sistema, mensalmente, o núcleo de Gerência de Risco terá que informar todos eventos adversos ocorridos dentro do HRJ. Assim, todos envolvidos com a segurança do paciente, profissionais, pacientes e cuidadores terão a responsabilidade de notificar ao Núcleo, caso verifique algumas dessas falhas durante o processo de recuperação da saúde do seu paciente”, explica a gerente.

De acordo com a enfermeira do Gerenciamento de Risco do HDM, Mayara de Sena Bezerra, o programa vai melhorar a assistência prestada pelo hospital e beneficiar os pacientes. “Inicialmente fizemos treinamentos com a equipe multiprofissional do hospital, com o intuito de construir desta forma, uma cultura de segurança permitindo a organização e a construção de ferramentas em prol da melhoria da assistência à saúde dos internos e com a prática do sistema conseguimos identificar e conhecer as causas dos possíveis e eventos adversos, avaliar ações e apontar soluções” relata.

Na UPAE, todos os procedimentos também são seguidos garantindo assim a eficácia das atividades desenvolvidas. Para o enfermeiro Samuel Oliveira, a atuação da equipe multiprofissional é fundamental para a execução das ações e informações fornecidas através das notificações realizadas. “Além disso, com a percepção de que os processos que podem ocasionar risco ao paciente, e suas notificações, são imprescindíveis para o desenvolvimento do planejamento e organização de atividades que visem a fornecer uma assistência à saúde ainda mais segura”.

As informações são da assessoria da UPAE.

Compartilhe no Google +

Blog Revista do Vale

Os comentários publicados abaixo são de total responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião da Revista do Vale.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário