O melhor conteúdo da região

Tecnologia do Blogger.

Senadora Lídice da Mata recomenda ao Iphan reconhecer São João como Patrimônio Imaterial

Publicado em 26/11/2014, às 17h28

Foto: Divulgação
A senadora Lídice da Mata (PSB-BA) apresentou nesta quarta-feira (26), em reunião do Conselho Nacional de Políticas Culturais (CNPC), uma recomendação para que o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) abra processo de estudos e avaliação visando ao registro da Festa de São João como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil. A proposta foi aprovada por unanimidade pelo Conselho, que irá oficializar a recomendação de estudo ao Iphan. 

“Do ponto de vista da identidade cultural brasileira, a Festa de São João – à semelhança de outras, como a Festa do Divino – diz respeito às formas como as camadas populares se apropriam de valores e ritos; como os recriam, por exemplo, em um ambiente rural onde lá ganharam práticas sociais consistentes – em que foram transformadas ou incluídas músicas e danças; e à maneira como – de tão fortes que são – acabam sendo também absorvidas por outros mundos: o mundo urbano, o das indústrias criativas, o das mídias. Assim, o São João brasileiro tem todas essas características, o que marca seu profundo vínculo com parcelas significativas da população brasileira”, afirmou a senadora ao defender a proposta.

Para Lídice, as festas juninas formam uma das tradições mais ricas, seculares e alegres do País, marcadamente no Nordeste, mas já expandidas para outras regiões. Outro traço importante dos festejos de São João é que eles envolvem diversas formas de arte e cultura, desde as artes populares, incluindo o artesanato, a música e a dança, até a moda e a gastronomia, com as comidas típicas. Além disso, ela destaca que, do ponto de vista econômico, os festejos de São João contribuem para a geração de emprego e renda e, em consequência, propiciam inclusão social.

A senadora afirma que tão importante quanto a preservação de edifícios e marcos históricos, é a proteção, por todos os meios disponíveis, das tradições brasileiras e das manifestações populares mais genuínas, inseridas na identidade e na construção do ideário nacional. Foi a partir desta realidade, que ela defendeu o encaminhamento da proposta de reconhecimento da Festa de São João, “pois ela já se constitui como patrimônio cultural brasileiro e é, em si, portadora de referência à identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da nossa sociedade brasileira”.

Para a autora da proposta, “é durante o São João, que o Brasil encontra suas raízes mais caras e profundas, quando sua gente faz transbordar o que há de mais bonito e alegre em suas almas. É quando o Brasil fica um pouco mais brasileiro”.

As informações são da assessoria da senadora.

Compartilhe no Google +

Blog Revista do Vale

Os comentários publicados abaixo são de total responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião da Revista do Vale.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário