O melhor conteúdo da região

Tecnologia do Blogger.

Moscamed promove capacitação sobre praga agrícola em Juazeiro e Petrolina

Publicado em 05/12/2014, às 01h03

Foto: Divulgação
A Biofábrica Moscamed Brasil realiza entre os dias 04 e 05, em Juazeiro e Petrolina, a “Capacitação & Treinamento em Biologia e Monitoramento em Moscas-das-frutas”, voltada para profissionais que prestam assistência técnica a agricultores, como agrônomos, técnicos de monitoramento da Moscamed Brasil, fiscais e técnicos agropecuários da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro).

O encontro faz parte do Plano Emergencial de Controle de Moscas-das-frutas (PEC-MF) e as aulas teóricas acontecem no auditório da Adagro, das 8h às 17h. De acordo com o presidente da Moscamed, Jair Virginio, a proposta do evento é uniformizar o conhecimento dos capacitandos em biologia e no manejo integrado das moscas-das-frutas.

Durante o curso, os participantes terão aulas teóricas e práticas sobre o controle legislativo da Adagro, conhecerão a biologia das moscas-das-frutas, a Técnica do Inseto Estéril, o manejo integrado e os sistemas de monitoramento, além de aprender o manuseio do controle químico.

Na manhã de sexta-feira (05), serão realizadas aulas práticas de laboratório e de campo, das 8h às 12h, na Moscamed Brasil, em Juazeiro/BA, sob a orientação pesquisadora Maylen Gomez e da coordenadora técnica do PEC-MF, Marijke Daamem. “A parte prática é necessária porque fixará o conhecimento teórico e permitirá que os participantes visualizem o que encontrarão no campo”, explicou Daamem.

A coordenadora geral da Adagro, Erivânia Camelo, prestigia a realização do evento. “É muito bom ver os técnicos sendo capacitados, porque eles estão em contato diário com os produtores, e terão mais facilidade para lidar com a praga. Desta forma eles vão colaborar melhor com o controle das moscas-das frutas e, portanto, com a sustentabilidade da fruticultura do Vale do São Francisco”, frisou Camelo.

Plano Emergencial de Controle de Moscas-das-frutas

A preocupação com a alta infestação da praga no Vale do São Francisco, é que levou produtores e exportadores da região a definirem estratégias para supressão populacional da Ceratitis capitata. Um grupo foi criado e já participou de uma série de reuniões e audiências, uma delas, inclusive, com o ministro da Agricultura, Neri Geller, e outra com o governador de Pernambuco João Lyra Neto. 

No início do mês de julho o governador pernambucano, efetivou o lançamento do Plano Emergencial ao assinar um contrato R$ 2 milhões, que serão utilizados na execução do plano, junto à Moscamed, à Secretaria de Agricultura e à Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado (Adagro).

O Plano Emergencial foi criado coletivamente em um workshop estratégico realizado no mês de agosto em parceria com a Sociedade Brasileira de Defesa Agropecuária (SBDA), do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e pequenas Empresas (SEBRAE) e da Associação Nacional de Defesa Vegetal (Andef) e a Moscamed.

Entre as primeiras ações do plano realizadas pela Moscamed estão diversas palestras com os produtores do Vale para apresentar o Plano emergencial e conscientizá-los de suas participações, e a instalação de 1.200 armadilhas nos perímetros irrigados de Pernambuco, para que sejam iniciadas as atividades de monitoramento da praga.

As informações são da assessoria da Moscamed.

Compartilhe no Google +

Blog Revista do Vale

Os comentários publicados abaixo são de total responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião da Revista do Vale.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário